Como ajudar na alfabetização de seu filho - Fique por dentro - Colégio Fractal

Fique por dentro

Como ajudar na alfabetização de seu filho

Publicado em : 31/07/2017

 

 

 

Sabia que você pode ajudar seu filho a aprender a ler e a escrever? Não estamos falando sobre o ensinar formal, leitura e escrita, função do professor, mas sim que você pode facilitar este aprendizado incentivando seu filho com hábitos de leitura, seu filho forma valores a partir de modelos. Por isso, ter pais leitores e “escritores” é fundamental. Outra forma de incentivar é por meio de um ambiente mais alfabetizador. Isso acontece quando, por exemplo, a mãe faz uma lista de compras com a criança.

A alfabetização é um dos momentos mais importantes para as crianças, pois simboliza o início de uma fase de descobertas que vai durar por toda a vida. Esse processo exige paciência, atenção e dedicação por parte da escola e da família para que as próximas fases de aprendizado também sejam tranquilas e bem-sucedidas.

Quem lê bem, conhece melhor sobre a vida, sobre o mundo, sobre a sociedade. Quanto antes você possibilitar essa habilidade a seu filho, mais condições ele terá de explorar o mundo que o cerca de forma crítica, clara e competente. E não há maneira melhor do que estimulando-a a conhecer pelos seus próprios olhos.
Algumas dicas de como você pode – e – deve ajudar seu filho a passar com tranquilidade por essa fase de alfabetização.

AMBIENTE ALFABETIZADOR

A melhor maneira de ajudar uma criança a ler e a escrever é criar em volta dela um ambiente que proporcione um constante contato com o mundo da escrita.

⦁    Coloque um quadro de recados, peça ajuda para fazer a lista do supermercado;
⦁    Estimule-o a ler tudo que for escrito; rótulos, embalagens, cartazes, outdoors;
⦁    Espalhe livros, revistas e jornais pela casa;
⦁    Compre almanaques que tenham caça palavras;
⦁    Invista em um calendário interativo;

DÊ O BOM EXEMPLO

Essa é a premissa e mais básica de qualquer família alfabetizadora. Leia todos os dias para seus filhos, poesias, narrativas, contos de fadas, parlendas. Crianças que escutam mais histórias e por mais tempo tem um desempenho muito melhor.

⦁    Fale corretamente, assim seu filho também aprenderá;
⦁    Conte histórias que você ouviu quando era criança;
⦁    Leia sempre. É bom para você e excelente para seu filho que seguirá o seu modelo naturalmente;
⦁    Fiquem sócios de bibliotecas próximas de sua casa;
⦁    Monte uma biblioteca em casa;
⦁    Mostre para ele exemplos de como a leitura e a escrita são importantes para a vida.

INCENTIVE A LEITURA

Quem lê sempre tem mais repertório, criatividade, senso crítico, vocabulário, entre outros benefícios. Mesmo que ele ainda não saiba ler, peça que ele faça tarefas que necessitem de leitura.

⦁    Quanto mais cedo tiver contato com a leitura, melhor;
⦁    Canções, poesias e parlendas – versinhos infantis – são úteis para chegar à incrível mágica de fazer a criança ler sem saber ler;
⦁    Leia livros com ele, mesmo antes de estar plenamente alfabetizado;
⦁    Dê livros e revistas simples para que ele comece a ver e a ler sozinho;
⦁    Leia mais de uma vez o mesmo livro para ele;
⦁    Faça da leitura um momento de prazer – com suco e pipoca.

INCENTIVE A ESCRITA

Criar o hábito de escrever é tão importante quanto ser um leitor dedicado. No período de alfabetização, sublinhar com os dedos as letras e palavras lidas e escritas irá aprimorar a habilidade da criança.

⦁    Peça ajuda para fazer a lista do supermercado e para escrever bilhetes para amigos e parentes;
⦁    Monte uma agenda telefônica. Ajuda a identificar o que é texto o que são números e qual a sua função;
⦁    Faça os convites de aniversário com ele, mostrando onde colocar o nome dele, o nome do convidado, o local, a hora e a data.
⦁    Jogue forca, stop e outras brincadeiras que o façam escrever;
⦁    Crie brincadeiras em cima das placas de trânsito, destino de ônibus, panfletos e faixas.

NÃO PRESSIONE, ESTIMULE

Sabe o que mais pode ajudar na alfabetização de seu filho? Compreender o ritmo dele. O importante é sempre fazer de forma agradável e divertida, para que a criança goste de aprender, goste de ler, goste de escrever. Se for feito desta forma, vale qualquer coisa!

⦁    Se está com dificuldade o melhor a fazer é estimulá-lo e não o pressionar;
⦁    Cada criança tem um nível necessário de maturidade. Começar a ler e a escrever tardiamente nem sempre é sinal de problema de aprendizagem. Não se afobe;
⦁    Não fique apontando o erro toda hora, os erros fazem parte do processo;
⦁    Tire as dúvidas quando ele perguntar a grafia correta;
⦁    Valorize os acertos e mostre a ele sem o repreender quando estiver errado;
⦁    Garrancho não é problema, o importante é que a letra seja legível e ele saiba o que está escrevendo.


Importante

Estabeleça um horário de estudo para o seu filho. Isso fará com que ele crie o hábito de estudar todos os dias.

Cada criança tem seu ritmo próprio de leitura e escrita. Tudo dependerá dos estímulos que recebem.

Saber ler e escrever é uma importante conquista no processo de alfabetização. Quando uma criança consegue expressar suas intenções e pensamentos através da linguagem escrita, amplia sua capacidade de comunicação e inserção social. Por isso, esse é um momento que gera expectativas.

Nessa fase da aprendizagem, os pais esperam que seus filhos aprendam rapidamente a ler e a escrever e se preocupam quando esse processo demora. No entanto, a hora certa dos pais nem sempre é a hora certa dos filhos. É difícil estabelecer um período exato para alfabetizar uma criança. Afinal, a leitura e a escrita são habilidades que aperfeiçoamos ao longo da vida..

 

Fonte: 
Texto adaptado por Marielly Faria.

Como ser feliz na escola

Como ser feliz na escola

 01/08/2017

O fortalecimento do vínculo de crianças e adolescentes com a escola é fundamental devido às possibilidades de intervenção e benefícios que um ambiente escolar seguro, acolhedor, afetivo e estimulante pode proporcionar.